Dicas de Excursões, City Tour: Recife e Olinda. Informações: (81) Oi 988778752

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

08 julho 2011

CONTEÚDO PAGO - VENDAS - PUBLICIDADE


A PROPAGANDA É COMPRA DE INDULGÊNCIA
Qualquer crítica que se faça à propaganda é empunhada instantaneamente como bandeira revoltosa.
Do didatistmo de Chomsky ao código de defesa do consumidor, quanto mais simplificado for o discurso, mais barulhento o ativismo. E quanto mais contundente e próspera a indústria da propaganda for, maior o alvo.
A propaganda que sustenta e patrocina os meios de comunicação seria uma estratégia urdida pelo poder capitalista para embrutecer o povo. A equação é tão cristalina quanto ingênua. O jornal Libération, criado por Sartre, tentou retornar à fórmula clássica da imprensa: não haveria propaganda para não haver rabo preso. Falhou como falham os orgãos de imprensa independentes que, se negam a publicidade privada, mamam no dinheiropúblico para sobreviver.
A Internet noticiosa é a prova mais cabal da regra que se impõe nas sociedades pós-revolução da informação: tentar cobrar do consumidor pela informação, de forma direta e transparente, é um caminho de tortuosas incertezas que poucos ousam arriscar. Por outro lado, a explosão das fontes e dos meios não garante nem qualidade nem audiência. Continuamos a nos pautar, mesmo nas mídias individuais, blogs e redes sociais, nos meios de comunicação tradicionais financiados pela publicidade.
Mas Chomsky talvez tenha mesmo razão, pois a propaganda além de combustível do sistema dá a cara a tapa com soberba. A propaganda é o bode espiatório preferido da nossa envergonhada adesão ao sistema no qual vivemos. [Webinsider]
Fonte: Fernand Alphen

Nenhum comentário:

Postar um comentário