FRANQUIAS FATURAM BEM EM 2010 NO BRASI - Pernambuco Turismo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

16 maio 2011

FRANQUIAS FATURAM BEM EM 2010 NO BRASI


Setor de franquias faturou R$ 75 bi em 2010 no Brasil

O setor de franquias teve um crescimento de 20% no faturamento em 2010 na comparação com 2009. “A gente deve fechar o ano com um faturamento de 75 bilhões de reais contra os 63 bilhões de 2009”, antecipou a EXAME.com o diretor executivo da Associação Brasileira de Franquias (ABF), Ricardo Camargo.
O número de unidades franqueadas também aumentou. “Passamos de 80 mil para 90 mil”, conta Camargo. Segundo o executivo, surgiram mais redes franqueadoras do que era esperado para 2010. “Nossa expectativa era um crescimento de 10%, mas foi de 12%”, explica. Atualmente, o país conta com mais de 1,6 mil redes de franquias.
Entre os setores que mais se destacaram não houve surpresas. “Essas áreas são as que mais crescem nos últimos três anos”, afirma Camargo. Sapatos e acessórios pessoais, roupas, eletrônicos, turismo, alimentação e serviços estão no topo da lista de crescimento.

Desempenho no primeiro trimestre de 2011

Um levantamento exclusivo, realizado pela ABF com o PROVAR-FIA, mostra que no primeiro trimestre deste ano deve acontecer uma desaceleração de 6% em comparação aos últimos três meses de 2010. “Isso é natural porque o começo do ano é sempre mais fraco do que o final”, justifica Camargo. Mesmo assim, na comparação com o mesmo período do ano passado a expectativa é de aumento do faturamento em 32,7%.
quarto trimestre de 2010 foi 33,9% maior do que do mesmo período de 2009 e 21% acima dos meses anteriores. Na análise histórica, a média de crescimento é de 4,3% por trimestre.
Por setores, o de alimentação fechou o último trimestre com 6,4% lojas a mais e faturamento ano 23,7% maior do que o mesmo período de 2009. Para o primeiro trimestre deste ano, deve aumentar em 21,2%. As franquias de bens, que envolvem beleza, cosméticos e roupas, mantiverem um patamar parecido. Só o setor de serviços espera um crescimento de 9,1% para o primeiro trimestre de 2011.
Fonte: Exame PME

Nenhum comentário:

Postar um comentário