Maceió e as praias nos arredores sem dúvida já valem a viagem, mas se você se encantar com as piscinas naturais da Jatiúca não pode deixar de conhecer as de Maragogi. A cidade, a 140 km ao norte de Maceió, bem na divisa com Pernambuco, não é um destino ideal para passar apenas um dia. As operadoras até oferecem uma viagem bate-e-volta, mas fuja.
O bacana mesmo é se hospedar lá por pelo menos dois dias inteiros, para aproveitar no mínimo os passeios mais tradicionais do destino.
A grande atração de Maragogi são as inúmeras piscinas naturais. Há diversos conjuntos de corais abertos à visitação, como as Taocas e a Crôa de São Bento.
Conjunto de Galés
Porém, o mais conhecido é mesmo o conjunto das Galés, o mais belo e extenso do Estado, a 6 km da costa (ou 20 minutos de barco) e com profundidade variada. Há trechos em que a água fica bem rasinha, batendo nas canelas, e dá pra ver o peixinhos nadando em volta dos pés à procura de comida, como pedacinhos de pão. Em outras partes, a água é um pouco mais funda (mas dificilmente chega ao ombro de um adulto), ideal para mergulhar com snorkel, que pode ser alugado lá mesmo, e explorar a rica fauna que habita os recifes. O horário para visitar as piscinas varia de acordo com as marés, mas é sempre cedinho, entre as 6h e às 8h da matina.
Mas nem pense que isso significa que você terá que acordar junto com o sol. Em Alagoas amanhece muito cedo e, no verão, certamente o sol vai estar bem forte no horário do passeio. Como você fica pelo menos uma hora exposto ao sol, passeando de lancha ou escuna e mergulhando nos recifes, é essencial caprichar no protetor solar antes da aventura.